Bistrô

Gente é marca, sim, senhor!

28 Fev 2011

Que a falha é inerente ao serviço eu sei. Mas é na hora que algo dá errado que a nossa esperança de um player baixo-custo-boa-qualidade vai por água abaixo. Dia 23/1, tentei voltar de São Paulo em um voo da Avianca e foi aí que começou uma sucessão de pérolas.

O avião não tinha ar condicionado e mesmo assim a equipe achou legal embarcar os passageiros. Diante da confusão a bordo, todos desembarcaram para esperar no saguão a solução do problema. Eu estava com uma criança no colo com febre, mochila pesada e bolsa. Ninguém se ofereceu para me ajudar durante a longa caminhada pelo aeroporto. Quando fui pedir a mala para viajar por outra companhia (sim, paciência tem limites!), ninguém sabia dela. O cúmulo foi a ausência completa de funcionários no guichê da Avianca: eles sumiam um a um com a desculpa de buscar informações. Como assim não há quem responda em um momento de crise? O serviço não tem processo? E lá se vai uma marca, avacalhada pela falta de treinamento da equipe que a defende.

por:

Deixe uma resposta